As chamas que realçam o desejo

     Ao refletir seu desejo nos versos daquela noite, nada mais poderia abalar a sua verdade que transformou aqueles passos juntos um destino arbitrário.

     Sempre quando o ser feliz supera a própria existência, somos tomados de verbos inéditos que preenchem aquele quarto noturno de saltos de descobrimentos.

     O saber estava à espreita de seu sentir correspondente, pois aquela condição era a supremacia de um sentimento que recolhia, vagarosamente, suas desilusões e rebaixava tudo que era indigno no desaparecimento. Ressurgiu seu fôlego de entrega a paixão a existência, a vida, ao tempo a poesia do encontro de cada dia até ela se transmutar no sentindo mais completo ou em pedaço que se compõem, aos poucos, como uma manhã sem sol e uma noite com pouca chuva. Não importava as imperfeições e inconstância. Estava mais do que preparada para divagar naquilo que sonho real vivia. Não iria se recolher no seu mesmo abrigo ilusório. Não precisava. Porque o despertar do tempo da vida foi ativado. Sabia, agora, como viver a intensidade em goles da alma.

     Nas sequências de narrativas incontáveis, ela escondia os melhores instantes que foram seus sorrisos no coração e o fato libertário de suas mágoas ao tornado da dissipação.

     Acolheu, cuidou dos acontecimentos recentes que aquecia a secura de uma lágrima extinta. Estava caminhando, notoriamente, naquela estrada inesperada. Realmente, ela abriu como uma flor calada que se apegou pelo sussurro sincero de um discurso sentido.

     Atirou-se no realce. Enlaçou um pedido. Afirmou. Confirmou que sua vida seria mais “vida”. O seu viver se resignifica a cada toque ao núcleo dos sentimentos. Expirou suas perturbações.

     O melhor ocorrido não é planejado, é inteiramente sentido e vívido. Entregou-se naquela noite serenamente. Hoje, não teria mais medo. Apenas desejo puro de se redescobrir nas constâncias espelhadas.

Anúncios

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s