O ser e o não-ser

Eu não escrevo as palavras

Elas que me escrevem

Sentido no coração

Espalhadas pelo chão

Morrem e logo renascem

Em cada letra escrita

Uma despedida

As palavras que compõem suavemente minha vida  (…)


Anúncios

2 comentários sobre “O ser e o não-ser

  1. As palavras te escrevem, com seu sangue, sua alma. “E quem lê bebe o sangue de quem escreveu. O ritual da leitura é, como a eucaristia, uma refeição antropofágica.” Assim dizia Rubem Alves.

    • Tento buscar aquilo que considero mais sincero de mim. Adorei a citação achei interessante saber o poder e comunhão da palavra provoca entre o autor e o leitor, ambos indeterminados.Obrigada pelo elogio e fortificação que me deu agora.

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s