A maça no escuro, de Clarice Lispector

     A literatura clariceana é uma verdadeira submersão experimental de introspeções, sensações e reflexões humanas. A obra é dividida em três partes e relata toda a transformação e desenvolvimento de Martins e seus envolvimento com Vitória e Margarida. Dessa maneira, proporcionando muitos diálogos existenciais e filosóficos.

     É interessante destacar que o livro é descrição desse plano interpessoal que cada personagem vive. Portanto, a partir de várias indagações e respostas a narrativa é construída. Essa construção peculiar é marca desde ao começo da obra até o final.

     Devido  a toda essa grandiosidade relacionado à estruturação linguística de desconstrução do gênero do romance, é possível concluir que Clarice Lispector nesse livro consegue transmitir o centro expressão humana.

Anúncios

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s