Liberdade das mulheres- “O segundo sexo”, de Simone Beauvoir

     O segundo sexo, Fatos e Mitos, da filosofa francesa Simone de Beauvoir, apresenta diversas concepções da condição da mulher, como ser fisiológico, ser maternal, ou vulgarmente por alguns antifeminista por ” A fêmea”. Há grandes explanações sobre o condicionamento biológico; a história e suas revoluções para alterar as mistificações sofridas; fatos que constitui a sociedade até dias atuais e muitos mitos que são quebradas.

Diante grande aprendizagem, considero não apenas um livro para público feminino como para todos para ter um olhar mais amplo mediante as discrepâncias dos sexos, e transformação da mulher.

     “Não basta ter um corpo de mulher, nem assumir como amante, como mãe, a função de fêmea para ser ‘uma mulher de verdade’ através da sexualidade e da maternidade, o sujeito pode reivindicar sua autonomia. ‘ a verdadeira mulher é que se aceita como Outro. Há uma atitude dos homens de hoje uma duplicidade que cria na mulher um dilaceramento doloroso; eles aceitam em grande medida em que a mulher seja um semelhante, uma igual; e, no entanto, continuam a exigir que ela permaneça o inessencial; para ela, esses dois distintos não são conciliáveis; ela hesita entra um e outro sem se adaptar exatamente a nenhum e daí sua falta de equilíbrio.” (Pg. 308)

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s